Google+ Followers

Siga-me! Cadastre seu e-mail...

O voo da Fênix...

Author: Miguel de Paula / Marcadores: , , , ,



Campo Grande/MS., 21 de fevereiro de 2013.


Entre linhas, em meio as palavras tento expressar...
Expressar muito de algo de um voo que pretendo alçar...
Ah, como é difícil bater as asas contra ao vento...

Você bate as asas o máximo que pode e nota que voa em círculos, perdendo-se entre seus sentimentos, frustrações e sonhos... Pergunto-me diariamente quais são minhas metas e quais sonhos devo seguir, mas convicto estou que minhas palavras jamais vão se calar!

Sabe, é tão estranho quando você encontra em meio a solidão ou em uma pequena tristeza formas e palavras para expressar! Nelas há um conforto tamanho que mal consegue desvincular um sonho de uma realidade! Assim quando se ama, sempre saberá que após o abraço apertado virá o intenso beijo!

Gosto de liberdade, voos altos e longos...
Não gosto de prisão e céu nublado, sempre consegui entre linhas manter minha sanidade...
Sanidade essa que tenho notado abalar diante da loucura que tenta de uma certa maneira me conquistar!

Será que tal loucura não seria a realidade batendo em minha porta?

Não me prenda...
Não costumo responder bem à arreios, jaulas, confinamentos e iscas!
Na mesma forma que meu voo é alto, a queda será grande se nas angustias da prisão no tombo irei sucumbir!

Pago um valor caro por enfrentar e ter a "liberdade"...
Liberdade essa maior que minhas asas podem voar!

Assim como uma fênix, atravesso o fogo e renasço das cinzas, não me adapto tão fácil, pode ter certeza!
Revivo a cada apunhalada, a cada queda, mas não sou tão fácil quanto pareço!
Gosto dos caminhos mais complexos...

Caminho sobre o ar...
Na noite enluarada as pessoas abaixo ficam boquiabertas ao ver meu caminho...
Pegas de surpresa percebem o quão indomável sou!

Olhe o mundo a sua volta...
Nos vilarejos entres as árvores, notará que enquanto as pessoas dormem, eu sigo serpenteando entre as montanhas não deixando meus rastros!

Vamos dançar entre as estrelas e caminhar sobre o ar?
Não me domine, me acompanhe...
Segure apertado se está disposto a voar alto comigo no doce azul da meia noite...
Voar sobre o oceano profundo onde dorme silenciosamente o monstro poderoso em seu sono!

Foi-se o passado...

Venha, já está na hora de alçarmos o voo!



(Miguel de Paula)

0 comentários:

Postar um comentário