Google+ Followers

Siga-me! Cadastre seu e-mail...

Miranda Priestley...

Author: Miguel de Paula /




Campo Grande, MS., 15 de agosto de 2003.


Mais um dia! Prazeroso não é mesmo? Dia de felicidade! Hoje, completo mais um ano de minha vida! Nossa! já estou no ano de 2003. Completando meus 15 anos de idade! Como o tempo passa rápido não é mesmo? Quando menos esperamos estamos velhos e rabujentos!
Caminhando no centro de consumistas, Shopping? quem não conhece? Ouço uma música ao fundo...

Strike a pose
Strike a pose
Vogue, vogue, vogue
Vogue, vogue, vogue

Look around everywhere you turn is heartache
It's everywhere that you go [look around]
You try everything you can to escape
The pain of life that you know

[...]

Sempre com a educação que tive, mantenho o caminho cantarolando aos susurros, postura, educação, olhar seco... Olhar adiante, virar o pescoço e olhar cortes em tecido... Paro, atentamente olho, observo, pessoas comentam meu estilo! Biquinho de lado, jeito antipático! Engraçado, não é mesmo? Então escuto sussurros: "Ele deve ser gay!" Incrível, não é de me estranhar que tais comentários estão tão familiarizados comigo que nem me espanto!

O engraçado é notar que muitos "homens" ao se depararem comigo soltam sorrisinhos, alguns, me passam pequenos papéis embolados com seus números de celulares e outros se escondem atrás das araras das lojas e me surpreendem mais tarde! Como são engraçados! Mas enfim, o engraçado realmente é fazer-me de bobo para deixar que tirem suas conclusões e ver suas mães e mulheres na dúvida ao comentarem quem sou "uma graça", "um gatinho" ou "o menino dos meus sonhos". Mal sabem elas que o príncipe do cavalo branco, fino, educado, cheiroso e perfeito dos sonhos delas, não se passa de uma biba! Resumindo... Um gay! Coitadas, vão sonhando!

Pois bem, hoje, é meu aniversário, e estou prestes a encontrar meus amigos dentro de alguns minutos! Adentro à minha querida Prosa, livraria tradicional daqui do shopping, para tomar meu famoso capuccino das 17 horas! Interessante quando nos tornamos clientes "da casa", sem que eu peça o garçom me serve o capuccino com creme sem muita espuma, e me diz: "do jeito que o senhor gosta!" Como eu adoro essa atenção!

Sentado estou, e lá vem ele com o sorriso paquerando todos os vendedores, como se não bastava mandando beijinhos! Claro, quem poderia ser? Gustavo Alcântara, um gracioso ser com apenas 17 anos e seus 1,90 de altura! Discreto, não?

Enfim, turma chegando e eu me alegrando, todos se sentam e me parabenizam e dizem que há uma grande novidade, fico curioso, afinal, o que seria?

Os três me entregam um embrulho com o livro "O Diabo Veste Prada" o livro que leio diariamente, e dizem em voz alta: "Miranda Priestley... Meus parabéns!" Fico agradecido mas não compreendo essa da Miranda! Logo chega os outros que também me chamam de Miranda! Começam a rir e logo me explicam que este seria meu novo apelido! Fico surpreso!

Questiono-me o porque de tal apelido!? Todos ficam rindo e dizem que eu deveria ver meus jeitos e trejeitos, biquinhos, sarcasmo, arrogância, finez, autoritário, cheio de puxa sacos e que vive dentro de uma agência de moda! No fundo fiquei magoado ao saber que meus amigos me viam assim, mas ao mesmo tempo notei que não se passava da verdade nua e crua e que por mais que eu tentasse mudar, não estaria sendo eu mesmo!

Miranda, Miranda, Miranda... Será que mereço tal apelido? Nasceu em um momento de risadas entre amigos onde me consagraram como o "Senhor de Titânio", seria algo positivo ou negativo? Não sei...

Risos, "Strike a pose!" Sim, esse sou eu! Nasce então meu apelido, será que irá durar por longos tempos?

Meu jeito não irei mudar, isso tenho absoluta certeza, é minha forma de ser, amo moda, desfiles, bailes, beleza, faço biquinhos, caras e bocas desde pequeno e realmente sou vaidoso, porém azarado no amor! Nasce Miranda Priestley...

Miranda Priestley para quem não sabe é uma personagem do bestseller de Lauren Weisberger onde tem seu jeito de ser que poucos compreendem, considerada uma megera do mundo da moda obcecada pelo trabalho, idolatrada por muitos e odiada também. haha!

Acho que me caiu bem...

Miranda Priestley, será que cola? Vou na balada hoje, como será a adaptação ao meu novo apelido?

Vamos ver não é mesmo?

Hey... Guto.. Come on!!!






(Eu tinha apenas 15 anos nesta época, claro que algumas coisas do texto não farão sentido, pois resolvi censurar e omitir algumas coisas que eu aprontava, afinal este é um texto que estava em meu diário pessoal! Haha!
Atualmente estou com 22 anos e certos questionamentos feitos na época só obtiveram respostas no ano de 2006 com o lançamento do filme "O Diabo Veste Prada" que por sinal Miranda foi interpretado pela minha atriz predileta Meryl Streep, e desde então meu apelido foi consagrado na balada e entre os mais próximos como Miranda Priestley que dura até hoje. Recentemente, tenho mais dois apelidos que complementam minha descrição, que me fazem rir muito! Com o tempo escreverei, espero que gostem!)

Beijos e abraços bem fortes para quem merece!

=***

(Miguel de Paula)

3 comentários:

Adriana disse...

Nossa, que reliquia nao??
Adorei o texto, foi bom pra reelembrar a epoca, principalmente por saber mais de você, confesso que fiquei surpresa pelo apelido.. kkkk esse eu ainda nao sabia!!!
Continuarei conferindo.. mil beijos...

Dani disse...

hahhaha, muito bom Miguis !! realmente vc é bem parecido mesmo, no bom sentido ;)
Beijoss
Dani

Felipe disse...

Taí...
Me fez pensar no quanto eu gostaria de ter escrito um diário naquela idade.
Imagino que seria absolutamente confuso (demorei a definir uma personalidade) e que a redação me deixaria constrangido... Mas o importante seria lembrar do processo do qual o cara que escreve esse comentário resultou.

Postar um comentário