Google+ Followers

Siga-me! Cadastre seu e-mail...

Doce Cowboy...

Author: Miguel de Paula /



Campo Grande/MS., 15 de janeiro de 2012.


Muito parei para pensar...

Cavalgando sobre o belo alazão
Vejo você ao pôr do sol
Fecho meus olhos por um instante e lá está você
Laço na mão, pose de turrão...

Olá Doce Cowboy...
Como anda seu coração?
Por quê está abatido?

Cavalga sentindo o vento em sua face
Domina o garanhão com facilidade
Amor aos animais
Laço na mão, pose de turrão...

Minha mente voa longe por caminhos sombrios tentando revelar
Revelar o inconsciente
Segredos seus...

O quê te abate Doce Cowboy?

Chapéu branco, camisa pólo, fivela de prata
Barba cerrada, cara fechada
Tudo artimanhas para esconder um coração...

Por quê doce Cowboy?

Por um momento achei que tudo fosse uma ilusão
Um sonho a ser revelado entre as estrelas ofuscadas pelo pôr do sol
A noite não chegou Doce Cowboy
Levante-se, está na sua hora...

Cavalgue pelo horizonte
Lute pelo seu amor
Domine a boiada
Deixe seu coração bater forte

Ó, Doce Cowboy, por quê se deixa iludir por um sentimento doentio?

Sentimento esse que fará cair do alazão
Continue cavalgando em direção à sua liberdade
Não olhe para trás...
Continue... Continue...

Olhos atentos...
Cautelosos são seus olhares
Olhares de um falcão

Vamos Doce Cowboy! Levante vôo, liberte-se de seus problemas...
Não ancore em mágoas
Deixe que o sábio vento leve-o como poeira ao vento...

Liberte-se do medo que o prende...

Caminhando sobre o imenso verde das gramas com pequeninas gostas de orvalho...
Vejo o seu amor!
Noto através do olhar singelo e sincero entre as maciças tábuas da cerca branca...
Laço na mão, pose de turrão...

Dai-me sua mão! Deixe-me ajudá-lo!
Como poeira ao vento
Feche seus olhos e deixe por um momento que o passado se vá
Agora, não fique esperando
Nada dura para sempre, apenas a terra e o céu!

Tudo como Poeira ao vento
Um dia passará...


À você Doce Cowboy...



(Miguel de Paula)

1 comentários:

Marcel Martins disse...

Obrigado amigo,vc é especial, graças a vcs que estou em pé hoje.

Postar um comentário